Editorial

Não mais servos, mas filhos

Gálatas 4.6

O que é ser filho de Deus?

O Apóstolo João inicia o terceiro capítulo de sua primeira epístola dizendo: “Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus” (1Jo 3:1). Quando cremos em nosso coração que Jesus, o Filho de Deus, viveu como homem, morreu para nos salvar e foi ressuscitado pelo Pai de entre os mortos, e com a nossa boca O confessamos como Senhor, somos salvos (Rm 10:9-10). A partir daí passamos a ser,de fato, filhos de Deus. 

O andar dos filhos de Deus:

  1. Andar na Verdade – “Não andeis mais como andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, […] e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade” (Ef4:17, 24). Um filho de Deus não pode viver de mera aparência. Infelizmente, enquanto estão com os irmãos, muitos se comportam exteriormente de forma digna de serem chamados filhos de Deus, mas fora da presença dos irmãos são totalmente diferentes e têm atitudes inadequadas. O testemunho não condiz com a sua filiação. Isso é viver na aparência, é andar na vaidade, como os gentios.

 

  1. Andar no Amor – Em Efésios 5:1-2a lemos: “Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor”. Andar no amor é amar a Deus e às pessoas. Entretanto, esse amor não vem de nós mesmos, em nós mesmos somos incapazes de amar, verdadeiramente, todas as pessoas. O Senhor Jesus nos amou e deu Sua vida por nós.

 

  1. Andar no Espírito – Gálatas 4:6 nos diz que por sermos filhos, “enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama ‘Aba, Pai!”. No nosso coração, está o Espírito do Filho, o Consolador, que está em nós e nos ensina todas as coisas (Jo14:16-26). Porque Ele vive, nós também viveremos. Se é Ele quem vive em nós (Gl2:20), então da mesma forma, viveremos em amor, porque Deus é amor. Sim, amaremos as pessoas como Ele nos amou, porque esse amor não procede de nós, mas, sim, do próprio Deus (1Jo 4:7). Não somos nós, mas Deus em nós! Se você é filho de Deus, Cristo habita em seu coração como vida! Quanto mais essa vida crescer, mais você andará como um legítimo filho de Deus, pois é a vida do Filho que está crescendo em você. Seu anelo deve ser que essa vida cresça dia a dia, mudando o seu interior e também as suas atitudes exteriores.Pouco a pouco, você será transformado e conformado à imagem de Cristo. Todos que estão ao seu lado perceberão essa mudança, pois você será luz para eles. Sua família verá que há algo diferente, seus pais sentirão que você está amando mais, sendo mais pacientee obediente.Por fim, todo o seu viver será o de um legítimo filho de Deus.Você se tornará uma pessoa mais agradável aos seus próximos, será também alguém de quem o próprio Deus se agrada, alguém a quem Deus olha e diz “esse é um filho Meu, nele Eu tenho prazer”! (Mateus 3.17). Permita-se ser guiado pelo Espírito de Deus e você andará de modo digno de ser filho de Deus!

 

Extraído e Adaptado
Pastor Marcelo Santos

O Pastor que Ama Você e sua família.
pastormarcelo01@gmail.com